Fundo ID - Identidade - Grupo de Luta pela Diversidade Sexual

Área de identificação

Código de referência

BR SPAEL ID

Título

Identidade - Grupo de Luta pela Diversidade Sexual

Data(s)

  • 1998-2015 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

33 caixas-arquivo de documentação textual, 5 pastas de grande formato com periódicos, cartazes e documentação textual, 2 caixas-arquivo com tridimensionais, 4 caixas-arquivo com fotografias e documentos audiovisuais.

Área de contextualização

Nome do produtor

(1998-)

História administrativa

Considerado o grupo ativista LGBT mais longevo da cidade de Campinas em atividade, o Identidade foi criado em 1998 como dissidência do grupo Expressão (1995). O próprio Identidade deu origem a outros grupos na cidade: Mo.Le.Ca. - Movimento Lésbico de Campinas, fundado em 2000 e Aos Brados!! (Luta pela redução dos preconceitos e da discriminação), em 2002. A primeira fase o grupo Identidade caracterizou-se pela luta contra a discriminação e o preconceito por orientação sexual e identidade de gênero. A segunda fase foi marcada pela execução de projetos e pela atuação na organização da Parada LGBT local (a partir de 2003), o que permitiu ao grupo manter o funcionando da entidade. Dentre os projetos, destacam-se neste período: DST/AIDS e o Cidadania na Pista. Outro foco importante da ação do grupo nesta fase foi a luta por políticas públicas locais para a população LGBT e, sobretudo, a participação do grupo no Orçamento Participativo da cidade. A terceira fase veio posteriormente a mudança do nome do grupo: de Grupo de Ação pela Cidadania Homossexual para Grupo de Ação pela Cidadania de Lésbicas, Gays, Travestis, Transexuais e Bissexuais. Os ativistas acreditavam que o termo homossexual”não abarcava todos os militantes e que as identidades políticas deveriam estar definidas no nome do próprio grupo. A quarta fase caracterizou-se pela intenção do Identidade em se manter, a partir de algumas parcerias com o Estado, nos debates das teorias pós-identitárias, ao questionar a fixidez das identidades. Essa perspectiva se tornou cada vez mais presente com o processo de radicalização do grupo, impactando inclusive o modo como o mesmo se denominava. O grupo assistiu, com o passar dos anos, uma redução da oferta, por parte do Estado, dos recursos para as ONG's, o que obrigou o grupo a repensar sua atuação. Porém, o Identidade continuou a agir pelas vias institucionais, a saber: processar agressores e estabelecimentos homofóbicos por meio das leis: Lei Municipal 9809/1998 e a Lei Estadual 10948/2001.

Entidade custodiadora

História do arquivo

A documentação do grupo encontrava-se dispersa: parte no Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp (STU) e parte na residência de alguns militantes. Chegou ao AEL por meio de Danielle Cordeiro Motta, militante do grupo.

Procedência

Doação do Grupo Identidade em 15 de maio de 2015.

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

O conjunto documental fornece um panorama do movimento homossexual no estado de São Paulo. É possível encontrar no acervo processos jurídicos que o grupo moveu contra a homofobia, participação dos membros em encontros nacionais e regionais, atas de reuniões, troca de e-mails e toda a produção gráfica do grupo Identidade, como fotografias, CD's, vídeos e áudios. A documentação administrativa e financeira recente está na posse do grupo.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

São esperadas novas incorporações.

Sistema de arranjo

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Em processamento técnico.

Condiçoes de reprodução

É permitida a reprodução (cópia parcial ou integral) dos documentos do acervo do AEL mediante a assinatura do termo de responsabilidade. No caso de uso de direitos autorais e de imagem consulte a LDA - n. 9.610/98 e outras legislações pertinentes.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Área de documentação associada

Existência e localização de originais

Acervo: Sala 3

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Consulte também no AEL outros conjuntos relacionados ao movimento LGBT: Clovis Casemiro, Grupo Ação Lésbica Feminista (GALF), Grupo Outra Coisa - Ação Homossexualista, Grupo SOMOS, João Antônio Mascarenhas, Mo.Le.Ca. - Movimento Lésbico de Campinas, Paulo Ottoni e Turma OK.

Descrições relacionadas

Nota de publicação

ZANOLI, V. P. C. Fronteiras da política: relações e disputas no campo do movimento LGBT em Campinas (1995-2013), 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia)–Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

Nota de publicação

ZANOLI, V. P. C. Processos políticos e a produção de papéis e significados: uma análise das relações entre o Estado e o movimento LGBT na criação do Centro de Referência GLTTB de Campinas SP. Primeiro Estudos - Revista de Graduação em Ciências Sociais, v. 1, p. 156-166, 2013.

Nota de publicação

ZANOLI, V. P. C. Políticas, sexualidades e espaços em disputa: uma etnografia a partir do movimento LGBT em Campinas. Campinas: Monografia, IFCH/Unicamp, 2012.

Nota de publicação

ZANOLI, V.; FACCHINI, R. Conexões, atores, políticas sexuais e cidade: uma reflexão a partir da trajetória do grupo Identidade de Campinas/SP. Ponto. Urbe (USP), v. 6, 2012

Área de notas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Área de controle da descrição

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Descrição baseada em: CONSELHO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS (CIA). ISAD (G): Norma Geral Internacional de Descrição Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001.

Status

Nível de detalhamento

Datas de criação, revisão, eliminação

10/10/2018 (criação)

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Nota do arquivista

Descrição elaborada por Silvia Rosana Modena Martini, técnica da Seção de Processos Técnicos e Atendimento do AEL, em outubro de 2018. Revisado por Lívia Cristina Corrêa em 2021.

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados